Cuidar.

Não, tu, avô, não tiveste Alzheimer. Tiveste Parkinson e, sem tremer, enfrentaste-a de frente. Agarraste a doença pelos cornos e deste-lhe um abanão. Não, não tremeste. Lembras-te do último dia em que te visitei? Sentei-me ao teu colo. A Beringela resmungou um pouquinho, a avó resmungou muito. Obriguei-te a comer dois gomos de laranja, e…

(A)temporalidade do Pinguim

Tantas vezes ouvi: Antes não era assim. — Era como? Contem-me os pormenores do que não é e eu verei na causa o que criámos para quem veio depois. Contem-me como era e eu verei o que tiveram que vos permitiu assim ser. E verei que quando vocês foram, não foram o que vossos pais…